RANGANATHIANDO.COM
Ranganathiando para você sem fronteira na net.

Visual Thesaurus: um dicionário de inglês visual e interativo

quinta-feira, maio 14, 2009
O Visual Thesaurus é um super dicionário inglês-inglês que engloba mais de 145 mil palavras da língua inglesa com mais de 115 mil significados, mas a sua maior força está na apresentação do conteúdo e na interatividade que ela proporciona.

A melhor maneira de ver tudo que esse dicionário oferece é ir lá e usar: acesse a página, insira uma palavra lá em cima, clique em LOOK IT UP e veja o que aparece.

Aqui eu procurei a palavra toy. Cada “bolinha” ao redor de toy representa um significado diferente - as verdes são verbos e as vermelhas são substantivos (dependendo do caso, aparecem também advérbios - em lilás - e adjetivos, em laranja). Para ler o significado e um exemplo de uso, é só passar o mouse sobre cada bolinha.

As linhas cheias que saem de cada significado levam a sinônimos, e as tracejadas levam a sugestões ou palavras relacionadas. Clicando diretamente em qualquer palavra ou expressão, a mesma passa a ser o centro do diagrama e você poderá ver ainda mais significados e exemplos.

Com o botão direito do mouse, clique em qualquer palavra para ter acesso a um menuzinho que oferece a pronúncia em áudio, adição a lista, busca por imagens e mais. O painel de resultados da busca apresenta também muitas outras opções para quem estiver interessado em organizar as buscas e expandir o vocabulário.

O Visual Thesaurus oferece alguns usos gratuitos como avaliação, e custa 2,95 dólares mensais para uso irrestrito (veja a página de assinaturas). Para saber mais sobre como funciona o dicionário, veja o manual online.

Escrito por Ana Luiza
Read On 0 comentários

UNIVERSO PASSADO A LIMPO

terça-feira, maio 12, 2009
05/05/2009

DIA MUNDIAL DA LAVAGEM DAS MÃOS



Mundo atual no combate as doenças.

Contra gripe suína, EUA recomendam lavar as mãos e usar máscara

da Folha Online

"Lave as mãos." Essa é o principal conselho do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos para prevenir a infecção pelo vírus da gripe suína, que matou 22 pessoas no México e fez pessoas doentes nos Estados Unidos e Canadá. Este foi um alerta da Folhaonline dia 26/04/2009.

Principal via de transmissão de microrganismos e, portanto, de doenças, as mãos devem ser constantemente limpas. A dica é uma obrigação não só para os profissionais de saúde, mas também para todos.Este simples procedimento de higiene, começou com A PARTICIPAÇÃO DE FLORENCE NIGHTINGALE NA PREVENÇÃO DAS INFECÇÕES
Read On 0 comentários

Welcome to ProcessLibrary.com

terça-feira, maio 12, 2009
Welcome to ProcessLibrary.com
The unique and indispensable process listing database

Uniblue's free and comprehensive online library of processes is for everyone who needs to know the exact nature and purpose of every process that should, and should not, be running on their PC.
More Information More info
Read On 0 comentários

Dominio Publico

terça-feira, maio 12, 2009
"Uma biblioteca digital é onde o passado encontra o presente e cria o futuro."
Dr. Avul Pakir Jainulabdeen Abdul Kalam
Presidente da Índia - 09/set/2003

O "Portal Domínio Público", lançado em novembro de 2004 (com um acervo inicial de 500 obras), propõe o compartilhamento de conhecimentos de forma equânime, colocando à disposição de todos os usuários da rede mundial de computadores - Internet - uma biblioteca virtual que deverá se constituir em referência para professores, alunos, pesquisadores e para a população em geral.

Este portal constitui-se em um ambiente virtual que permite a coleta, a integração, a preservação e o compartilhamento de conhecimentos, sendo seu principal objetivo o de promover o amplo acesso às obras literárias, artísticas e científicas (na forma de textos, sons, imagens e vídeos), já em domínio público ou que tenham a sua divulgação devidamente autorizada, que constituem o patrimônio cultural brasileiro e universal.

Desta forma, também pretende contribuir para o desenvolvimento da educação e da cultura, assim como, possa aprimorar a construção da consciência social, da cidadania e da democracia no Brasil.

Adicionalmente, o "Portal Domínio Público", ao disponibilizar informações e conhecimentos de forma livre e gratuita, busca incentivar o aprendizado, a inovação e a cooperação entre os geradores de conteúdo e seus usuários, ao mesmo tempo em que também pretende induzir uma ampla discussão sobre as legislações relacionadas aos direitos autorais - de modo que a "preservação de certos direitos incentive outros usos" -, e haja uma adequação aos novos paradigmas de mudança tecnológica, da produção e do uso de conhecimentos.

FERNANDO HADDAD
Ministro de Estado da Educação
Read On 0 comentários

RELAÇÃO DE NORMAS BRASILEIRAS DE DOCUMENTAÇÃO

terça-feira, maio 12, 2009
SERVIÇO DE REFERÊNCIA

RELAÇÃO DE NORMAS BRASILEIRAS DE DOCUMENTAÇÃO - (Março 2005)
DE ABREVIAÇÃO DE PUBLICAÇÃO
DE APRESENTAÇÃO DE OUTROS ASSUNTOS
DE NUMERAÇÃO/ORDENAÇÃO

DE ABREVIAÇÃO:

NBR 6032:1989 (NB 60) - Abreviação de Títulos de Periódicos e Publicações Seriadas – Procedimento - 14 p.
Fixa as condições exigíveis para uniformizar as abreviaturas de títulos de periódicos e publicações seriadas, com fim de simplificar as referências constantes de bibliografias, citações e legendas bibliográficas.

DE APRESENTAÇÃO:

NBR 6022:2003 (NB 61) – Informação e documentação - Artigo em publicação periódica científica impressa - Apresentação - 5 p.
Esta Norma estabelece um sistema para a apresentação dos elementos que constituem o artigo em publicação periódica científica impressa.

NBR 10520:2002 (NB 896) – Informação e documentação - Citações em documentos - Apresentação - 7 p.
Esta Norma especifica as características exigíveis para apresentação de citações em documentos.

NBR: 6029:2002 (NB 217) – Informação e documentação - Livros e folhetos - Apresentação - 9 p.
Estabelece os princípios gerais para apresentação dos elementos que constituem o livro ou folheto. Destina-se a editores, autores e usuários.
Esta Norma cancela e substitui a NBR 10524:1988

NBR 6021:2003 (NB 62) - Informação e documentação – Publicação periódica científica impressa - Apresentação - 9 p.
Esta Norma especifica os requisitos para apresentação dos elementos que constituem a estrutura de organização física de uma publicação periódica científica impressa. Destina-se a orientar o processo de produção editorial e gráfica da publicação, no sentido de facilitar a sua utilização pelo usuário e pelos diversos segmentos relacionados com o tratamento e a difusão da informação.
Esta Norma cancela e substitui a NBR 6026:1994

NBR 10719:1989 (NB 887) - Apresentação de Relatórios Técnico-Científicos - 9 p.
Fixa as condições exigíveis para a elaboração e a apresentação de relatórios técnico-científicos. Trata exclusivamente de aspectos técnicos de apresentação, não incluindo questões de direitos autorais.

Topo

DE NUMERAÇÃO/ORDENAÇÃO:

NBR 9577:1986 (NB 419) - Emprego de Numeração de Semanas - 3 p.
Prescreve o método de numeração das semanas de um ano do calendário Gregoriano, estabelece o dia no qual a semana tem início e define a primeira semana do ano.

NBR 5892:1989 (NB 113) - Norma para Datar - 2 p.
Fixa as condições exigíveis para indicação da data de um documento ou acontecimento.

NBR 10521:1988 (NB 726) - Numeração Internacional para Livro - ISBN - Reimpressa em 1988 - 2 p.
Fixa as condições exigíveis para atribuição de um número a cada livro e tem por finalidade identificar, em termos internacionais, um título ou determinada edição de um título, particularizando inclusive a editora. Assim, a Numeração Internacional para Livro (ISBN – International Standard Book Number) referencia um livro e edição específicos, justificando-se, portanto, sua impressão no livro.

NBR 10525:1988 (NB 782) - Numeração Internacional para Publicações Seriadas - ISSN Reimpressa em 1988 - 2 p.
Fixa as condições exigíveis para definir e promover o uso de um código (ISSN) para identificação única de cada publicação seriada.

NBR 6024:2003 (NB 69) – Informação e documentação - Numeração progressiva das seções de um documento escrito - Apresentação - 3 p.
Esta Norma estabelece um sistema de numeração progressiva das seções de documentos escritos, de modo a expor numa seqüência lógica o inter-relacionamento da matéria e a permitir sua localização.

NBR 6033:1989 (NB 106) - Ordem Alfabética - 5 p.
Fixa os critérios de aplicação da ordem alfabética em listas, índices, catálogos, bibliografias e trabalhos de natureza semelhante.

Topo

DE PUBLICAÇÃO:

NBR 10526:1988 (NB 919) - Editoração de Traduções - 2 p.
Fixa as condições exigíveis para identificação e apresentação de traduções em publicações impressas.

NBR 10518:1992 (NB 612) - Preparação de Guias de Bibliotecas, Centros de Informação e Documentação - 2 p.
Fixa as condições exigíveis para a organização e informação básica de guias de bibliotecas, centros de informação e documentação.

NBR 6034:2004 (NB 124) - Informação e documentação - Índice - Apresentação - 3 p.
Fixa as condições exigíveis de apresentação e os critérios básicos para a compilação de índice de publicações.

NBR 6023:2002 (NB 66) - Informação e documentação - Referências - Elaboração - 24 p.
Esta Norma especifica os elementos a serem incluídos em referências, Fixa a ordem dos elementos e estabelece convenções para transcrição e a apresentação da informação originada dos documentos e/ou outras fontes de informação. Destina-se a orientar a preparação e compilação de referências de material utilizado para a produção de documentos e para inclusão em bibliografias, resumos, resenhas, recensões e outros.

NBR 6028:03 (NB 88) - Informação e documentação Resumo - Apresentação - 2 p.
Esta norma estabelece os requisitos para redação e apresentação de resumos.

NBR 6025:2002 (NB 73) - Informação e documentação - Revisão de originais e provas - 6 p.
Estabelece os sinais e símbolos a serem usados na revisão de originais e de provas. Estabelece também as convenções para os procedimentos de correção e marcação de emendas em originais e provas.
Esta Norma cancela e substitui a NBR 6031:1980

NBR 6027:2003 (NB 85) – Informação e documentação – Sumário - Apresentação - 2 p.
Esta Norma estabelece os requisitos para apresentação de sumário de documentos que exijam visão de conjunto e facilidade de localização das seções e outras partes.

NBR 12225:2004 (NB 765) – Informação e documentação - Lombada - Apresentação - 3 p.
Esta Norma tem por finalidade oferecer regras para a apresentação de lombadas para editores, encadernadores, livreiros, bibliotecas e seus clientes.
Esta Norma aplica-se, no que couber, a lombadas de outros suportes (gravação de vídeo, gravação de som, etc.

NBR 14724:2002 – Informação e documentação – Trabalhos acadêmicos – Apresentação – 6 p.
Esta Norma especifica os princípios gerais para a elaboração de trabalhos acadêmicos (teses, dissertações e outros), visando sua apresentação à instituição (banca, comissão examinadora de professores, especialistas designados e/ou outros).

Topo

DE OUTROS ASSUNTOS

NBR 9578:1986 (TB 238) - Arquivos - 4 p. Define os termos empregados em arquivos em geral.

NBR 8332:1983 (NB 821) - Amostragem de Livros para Ensaio - 2 p.
Fixa as condições exigíveis para retirada de amostras representativas de livros para ensaios.

NBR 10519:1988 (NB 925) - Critérios de Avaliação de Documentos de Arquivo - 5 p.
Fixa as condições exigíveis para a racionalização dos arquivos brasileiros, públicos e privados, estabelecendo preceitos capazes de orientar a ação dos responsáveis pela análise e seleção de documentos, com vistas à fixação de prazos para sua guarda ou eliminação.

NBR 12676:1992 (NB 1419) - Método para Análise de Documentos - Determinação de Seus Assuntos e Seleção de Termos de Indexação - 4 p.
Fixa as condições exigíveis para a prática normalizada do exame de documentos, da determinação de seus assuntos e da seleção de termos de indexação. Destina-se aos estágios preliminares da indexação, não tratando de práticas de qualquer sistema de indexação, pré ou pós-coordenado. É dirigida aos sistemas de indexação nos quais os assuntos dos documentos são expressos de forma resumida, e os conceitos são registrados através dos termos de uma linguagem de indexação. Aplica-se especialmente a serviços de indexação independentes e a serviços de indexação em rede.

NB 102:1961 - Transliteração de Caracteres Cirílicos - 4 p.
Fixa as condições exigíveis para transliteração de caracteres cirílicos.

TB 49:1967 - Terminologia de Documentos Técnico-Científicos - 12 p.
Define os termos de documentos de administração, científicos, didáticos, publicitários, provisórios, de referenciação, de reuniões e genéricos.
Read On 0 comentários

Ensino Médio (segundo grau no Brasil)

terça-feira, maio 12, 2009
1.

Teoria dos conjuntos

Conjuntos e suas propriedades. Conjuntos como conceitos primitivos, relações de pertinência e inclusão, reunião, interseção, complementar, diferença simétrica, etc... Principais propriedades associadas às operações citadas acima, apelando fortemente para os aspectos geométricos.
2.

Relações e Funções

Relações e funções no cotidiano. Plano e Produto Cartesiano. Relações e suas propriedades. Domínio e Contradomínio de relação. Relações inversas. Relações de equivalência. Funções no plano Cartesiano e o conceito de função real. Relações que não são funções. A geometria das principais funções reais como: Afim, Linear, Identidade, Constante, Quadrática e Cúbica. Domínio, Contradomínio e Imagem de uma função. Funções: injetoras, sobrejetoras, bijetoras, pares, ímpares, crescentes, decrescentes, compostas e inversas. Operações com funções. Funções polinomiais e uma aplicação no cálculo de máximos e mínimos de uma função polinomial.
3.

Relações e Funções: Exercícios resolvidos

Exercícios sobre funções.
4.

Logaritmos

Estudo cuidadoso de logaritmos. Com cuidado, definimos o logaritmo como uma função (na verdade é uma integral) que depende da área da região localizada sob a curva y=1/x entre duas retas verticais. Propriedades dos logaritmos.
5.

Logaritmos: Exercícios

88 Exercícios propostos (sem resposta) sobre Logaritmos. Ensinamos a usar o browser para obter o logaritmo e potências de números reais.
6.

Tábua (moderna) de Logaritmos
7.

Funções exponenciais

Funções exponenciais. Conexão entre o número de Euler e a função exponencial. Propriedades da função exponencial. Simplificações matemáticas. Outras funções exponenciais. Leis dos expoentes. Fórmula de Euler. Aplicações: Lei do resfriamento dos corpos, Curvas de aprendizagem, Desintegração radioativa e Crescimento populacional.
8.

Funções exponenciais: Exercícios

Exercícios resolvidos com funções exponenciais.
9.

Sequências reais

Sequências reais clássicas e outras como a sequência de Fibonacci. A geometria é usada para aprofundar o assunto. Tal assunto não está sendo bem tratado no Ensino Médio e ocorre descuido por parte de muitos docentes que se esquecem que uma sequência não é um conjunto e sim uma função cujo domínio é o conjunto dos números naturais.
10.

Análise combinatória e o binômio de Newton

Análise Combinatória simples e com repetição. Arranjos. Permutações. Combinações. Regras gerais em Combinatória. Propriedades das combinações. Número binomial. Teorema binomial.
11.

Análise combinatória: Exercícios

Exercícios (com sugestões) sobre: Permutações simples, com repetição e circulares, Combinações simples e com repetição, Arranjos simples e com repetição, condicionais. Demonstrações com Fatorial. Regra do produto.
12.

Matrizes

Matrizes e suas principais propriedades. Os assuntos normalmente abordados no Ensino Médio estão cobertos neste material e alguns outros que são tratados somente no Ensino Superior são também apresentados.
13.

Determinantes

Estamos construindo esta página sobre determinantes, mas já existe um bom material para consulta contendo determinantes de matrizes 2x2 e 3x3 com as principais propriedades dos determinantes de matrizes quadradas de ordem n maior ou igual a 2.
14.

Elementos de uma matriz 3x3

Elementos que podemos obter de uma matriz 3x3. Basta entrar com os valores dos elementos da matriz 3x3 para obter informações como: traço, determinante, cofatora, adjunta, inversa, transposta, etc.
15.

Sistemas lineares

Sistemas de equações lineares. Equações lineares e não lineares. Soluções de equações. Classificação de sistemas lineares. Sistemas equivalentes. Operações elementares por linhas. Resolução passo-a-passo de um sistema de equações lineares por escalonamento. Aplicações. Exercícios. Exemplos.
16.

Resolução de um sistema linear 2x2 (on-line)

Solução de um sistema linear 2x2 pela regra de Cramer.
17.

Resolução de um sistema linear 3x3 (on-line)

Solução de um sistema linear 3x3 pela regra de Cramer.
18.

Números complexos

O conjunto dos números complexos e suas principais propriedades. Forte ênfase é dada ao aspecto geométrico uma vez que estudar os números complexos é algo semelhante a estudar vetores no plano cartesiano. A forma polar é explorada de modo intenso e ao final mostro como calcular raízes n-ésimas de um número complexo.
19.

Polinômios

Polinômios: Definições e características. Grau de um polinômio e suas características. Igualdade e nulidade de polinômios. Propriedades algébricas da soma e produto de polinômios. O Espaço vetorial dos polinômios reais. O Algoritmo da divisão de polinômios. Zeros (raízes) de um polinômio. Equações algébricas e transcendentes. Métodos de resolução algébrica de equações. Teorema fundamental da Álgebra. Identidades e desigualdades polinomiais.
20.

Produtos notáveis

Produtos notáveis ensinados no Ensino Fundamental e uma lista extensa de outros que são utilizados no Ensino Médio e Superior. Em todos os casos há exemplos numéricos.
21.

Raízes de equações do segundo grau

Programa elaborado com a linguagem JavaScript para obter as raízes de uma equação do segundo grau. O primeiro programa que colocamos na Web usou muitas informações de um link que ponho em minha página, porém o programa foi completamente reformulado com diversas correções. Ainda mantenho o link original em minha página.
22.

Raízes de equações do terceiro grau (Método de Tartaglia)

Estudo sobre o processo numérico-algébrico de Tartaglia para a obtenção das três raízes de uma equação do terceiro grau. O processo é apresentado do ponto de vista teórico. Para obter as raízes de uma equação cúbica você não precisa utilizar o método de Tartaglia, basta utilizar o nosso link Raízes de uma Equação do 3o. grau Cálculos On-Line que criamos nesta mesma página. A precisão do cálculo corresponde a 10 dígitos após a vírgula.
23.

Raízes de equações do terceiro grau

Formulário para obter as três raízes de uma equação algébrica de terceiro grau. Não utilizei qualquer método aproximado para a obtenção de qualquer uma das raízes e sim o método de Tartaglia, conhecido como sendo de Cardano, pois Cardano realmente publicou tal processo, porém estudos matemáticos históricos mais aprofundados constataram que foi realmente Tartaglia quem criou o método.
24.

Desigualdades reais

Sistema ordenado de nú reais. Reta numerada. Relação de ordem sobre R. Módulo de um número real. Desigualdades reais. Multiplicação de desigualdade. Conjunto solução. Desigualdades equivalentes. Sistema de desigualdades. Desigualdades da Matemática. Principais tipos de desigualdades. Desigualdade linear. Desigualdade quadrática. Desigualdades com frações lineares. Desigualdades com produto de fatores. Desigualdades com produto ou quociente de fatores. Desigualdade irracional. Desigualdade modular. Desigualdade exponencial.
Read On 0 comentários

CURSOS E CONCURSOS GRÁTIS

terça-feira, maio 12, 2009
CURSOS E CONCURSOS GRÁTIS (205 mensagens)
FORUM PARA DISTRIBUIÇÃO DE CURSOS GRÁTIS DE INFORMÁTICA E PROGRAMAS DIVERSOS PROGRAMAS DE DESBLOQUEIO E REPAROS DE CELULARES. cadastrem-se no link fornecido e nos informe o nome de usuario, para que possamos disponibilizar o link para download.
Fórum criado em 01/02/2006 por merson
Popularidade: 2311
Tags: programas concurso cursos digitacao celulares computadores manutencao desbloqueios
Read On 0 comentários

IAPMEI

terça-feira, maio 12, 2009
Num cenário de crescente competitividade, as empresas são cada vez mais confrontadas com a necessidade de ferramentas de gestão que lhes permitam diagnosticar os factores críticos do negócio, com o objectivo de corrigir rotas e de fazer mais e melhor.

O benchmarking existe para responder a esta necessidade e são muitas as empresas que o procuram como instrumento de apoio à melhoria do seu desempenho.
Read On 0 comentários

1947: o Plano Marshall

terça-feira, maio 12, 2009
1947: o Plano Marshall


reprodução

George C. Marshall (1880-1959)

O ano de 1947 marcou o ponto de partida para a guerra fria entre os Estados Unidos e a União Soviética. Naquela data os americanos tomaram duas iniciativas importantíssimas: primeiro, decidiram-se pela política de "contenção" ao comunismo, dando início a pesados investimentos em armamentos e artefatos nucleares; em segundo, por auxiliarem economicamente, por meio do Plano Marshall, os países europeus assolados pela guerra, permitindo que eles dessem começo aos programas de reconstrução nacional.

"Nossa política não se dirige contra nenhum país ou doutrina, mas contra a fome, a pobreza, o desespero e o caos."

G. Marshall, discurso em Harvard, 5 de junho de 1947

A fome e o frio


reprodução

Desolação nas ruas de Londres

Iniciava-se a primavera de 1947 ao tempo em que encerrava-se o mais tenebroso inverno da Europa no século XX. Nos finais da Segunda Guerra Mundial, na parte ainda controlada pela a Alemanha nazista em seu estertor, o sistema de abastecimento ainda funcionava razoavelmente, e salários e preços tabelados impediam o furor inflacionário. Mas quando os tiros por fim cessaram, seguido da desmobilização geral, foi um deus-nos-acuda. Nos dois anos seguintes à rendição nazista, a comida evaporou-se e o que circulava no mercado negro atingia preços inimagináveis. Em Berlim, a população, para sobreviver ao enregelamento, abateu todas as árvores da cidade. Os parques públicos, como o devastado Tiergarten, serviram para que neles proliferassem hortaliças. Onde outrora havia as elegantes tílias, agora vicejavam repolhos e nabos, plantações noite e dia policiadas pelos moradores para que não as roubassem.

Ruína e desolação


reprodução

Europa em ruínas

Quem desembarcasse no porto do Havre, em Antuérpia ou em Amsterdam, entrando no continente adentro, não pararia mais de ver ruínas e desolação por todos os lados. Quase toda a infra-estrutura de comunicações e transportes estava destruída. Cidades ou aldeias inteiras, somente se ultrapassasse os Montes Urais, lá nos fundões da Rússia, distantes mais de 4.600 quilômetros das margens do Oceano Atlântico. Estradas-de-ferro, minas, portos, pontes, canais, linhas de metrô, reservatórios de água, represas, fábricas, rede elétrica, cabos, barcos, estradas, cidades grandes e pequenas, e até mesmo milhares de aldeolas transformaram-se, depois de seis anos de guerra total, num imenso entulho, servindo como um gigantesco sepulcro aos mortos. Milhões deles.
Read On 0 comentários

DataGramaZero - Revista de Ciência da Informação

terça-feira, maio 12, 2009
As palavras voam, a escrita permanece: a aventura do hipertexto [1]
Flying words, permanence of writing: adventure of hipertext
por Aldo de Albuquerque Barreto




Resumo: Hipertextualizar é uma forma muito racional de apresentar a informação que mostra como a nossa mente processa, organiza e guarda conhecimento. Cria um espaço de informação orgânico, quando oposto ao formato linear imposto pelo modelo da imprensa permitindo amarrações múltiplas. As novas tecnologias da informação são relacionadas com a criação da informação; o ato de criar a informação no computador é marcado pela convivência com os evanescentes pixels de fósforo em uma tela de raios catodos e é tamanha a impermanência do texto nesta criação que poderíamos comparar com o processo de composição que opera no pensamento do indivíduo gerador. A informação no texto linear reduz a incerteza pontual tal como quando um diz vou com a doçura o outro pode de imediato querer encontrar a criatura nesta colocação unidimensional das palavras; o hipertexto com sua trajetória vagante e livre cria incertezas, pois textos entrelaçados e direcionados ao infinito não respondem, apontam, e o fazem sem uma definição estrita, sem linhas formais, cores ou formas previamente pensadas. Não tem mesmo uma única realidade por norma ou forma. Pode ser um percurso de passos delirantes, sem destino certo ou explicações fáceis; um percorrer de labirintos de medusas entrelaçadas.
Palavras-chave: Informação; Conhecimento; Texto Linear; Hipertexto; Novas Tecnologias.

Abstract: Writing in hypertext is a very rational form to present the information as it shows how our mind processes, organizes and keeps knowledge. It creates a different space when opposing information in the linear format. The act of creating information using computers is so impermanent as the process of thinking itself The information in the linear text reduces the prompt uncertainty such as when one says: I go with the sweetness the other can immediately want to find the creature in this unidirectional rank of the words; hypertext with its trajectory creates uncertainties, they do not answer; they point and they make it without a strict definition, without formal lines, colors or forms previously thought. It does not have only one reality for norm or form. It can be a passage of delirious steps without an exact destination or easy explanations.
Keywords: Information; Knowledge; Linear Text; Hypertext; New Technologies.




O todo sem a parte não é todo,
A parte sem o todo não é parte,
Mas se a parte o faz todo, sendo parte,
Não se diga, que é parte sendo todo.
Gregório de Matos [2]
Read On 0 comentários

BIREME é um Centro Especializado da OPAS

terça-feira, maio 12, 2009
Missão da BIREME
Contribuir ao desenvolvimento da saúde fortalecendo e ampliando o fluxo de informação em ciências da Saúde.
Read On 0 comentários

Biblioestudantes

terça-feira, maio 12, 2009
new4.gif (986 bytes)SITES QUE MERECEM DESTAQUE:

office.gif (258 bytes) Datathéke - Conteúdo: Base de dados referencial dos artigos publicados nas mais de 250 revistas assinadas pela Biblioteca da Facultad de Traducción y Documentación da Universidad de Salamanca.

office.gif (258 bytes) Documents in Information Science (DoIS) - Conteúdo: Base de dados na qual é possivel realizar busca em diversas revistas e eventos da área. No endereço: http://dois.mimas.ac.uk/DoIS/data/ArticleSeries.html você poderá encontrar a listagem dos títulos que fazem parte da base. Alguns artigos encontram-se na Integra.

office.gif (258 bytes) Guia de biblioteconomia - Conteúdo: Site do bibliotecário Michelangelo Mazzardo, com diversos artigos e links. Devidamente separados de acordo com o tema.

office.gif (258 bytes) Infohome - Conteúdo: Site criado pelo Prof. Oswaldo Francisco de Almeida Jr, contendo anuncios de emprego, colunas e artigos da área, além de noticias atualizadas.


new4.gif (986 bytes)NOVIDADES :

Estão sendo incluídos mais artigos e links que foram coletados nesse último ano. Além disso, resolvi separar os artigos e links existentes em grandes áreas para facilitar a pesquisa, sem que você usuário necessite abrir muitas páginas.

01marcador01.gif (850 bytes) Apresentação: Este site foi idealizado por Sheila Braga. Bibliotecária formada pela Fundação Escola de Sociologia e Política - FESP em São Paulo/SP. Devido a problemas ocorridos com os provedores anteriores, antes de mudar de URL, o site já possuía um total de 6.000 acessos desde Fevereiro/2002 quando foi criado.

01marcador01.gif (850 bytes) Objetivo: Este site tem como finalidade auxiliar estudantes de biblioteconomia que buscam material, fontes de informação e referências sobre o tema. Aqui ele poderá encontrar arquivos sobre diversos assuntos, links para periódicos, grupos, listas de discussão, etc...

01marcador01.gif (850 bytes) Entre em contado: Se tiver alguma dúvida entre em contato através do LIVRO DE VISITAS
Read On 0 comentários

Visite o novo BSF em bsf.org.br

terça-feira, maio 12, 2009
Archive for the 'Empregos, Estágios e Concursos' Category

Next Page »
Empresa Junior
June 26th, 2006

A biblioteconomia possui um grande mercado a ser explorado, que é o de consultoria para o Gerenciamento de informações em qualquer atividade.
Uma das iniciativas para ocupar esse mercado que mais admirei quando conheci o funcionamento em 2002 durante o ENEBD de BH foi a Consultoria Junior para Gerência de Informações - CGI - Jr, uma empresa Junior […]
Vagas para Estágio - Bibliotecário - São Paulo
June 15th, 2006

A SciELO , biblioteca eletrônica de periódicos científicos oferece vagas para:
ESTÁGIO EM BIBLIOTECONOMIA
Requisitos:

estar cursando nível superior, a partir do 2º ano
conhecimento de normas bibliográficas (ABNT, ISO, AACR2)
desejável conhecimento em HTML

Período: 5 horas - manhã (8h00/13h00) ou tarde (13h00/18h00)
Bolsa auxílio: R$ 750,00
Local de trabalho: próximo ao metrô Santa Cruz
Enviar currículo até 03/07/2006 para o e-mail scielo@bireme.br […]
Mais provas de concursos em Biblioteconomia
April 28th, 2006

Olá, novas provas enviadas por Marilene de Oliveira e Moreno Barros foram incluídas em nosso repositório de provas.
Veja as novidades em nosso registro de alterações. Ou baixe todas provas em dois arquivos:
provas.zip (4MB);
Naoclassificadas.zip (8MB).
Bons estudos!
Áreas quentes em 2006
March 9th, 2006

Se a cada ano uma revista diferente publicar a Biblioteconomia como a profissão “quente”, estamos bem para o resto das nossas vidas. iei!
via Lennine
Repositório de provas mudando de lugar
October 5th, 2005

Olá, atendendo a pedidos, nosso repositório de provas de biblioteconomia está mudando de lugar, já que o local antigo não está funcionando a contento.
Estou devendo uma atualização do repositório desde o ano passado, mas ainda não será dessa vez. A colega Marilene de Oliveira, maior colaboradora do repositório, me envio provas no final do […]
Provas de concursos
February 21st, 2005

Um dos maiores responsáveis pelo acesso ao nosso Blog é o Repositório de provas de concursos de biblioteconomia, criado e mantido pelo Diego.
Mas ao ler as questões das provas (só li algumas), confesso que fiquei decepcionado. Em uma área que está em pleno processo de mudança, a avaliação para cargos depende exclusivamente de conhecimentos […]
Novas provas de concursos na área de biblioteconomia
September 29th, 2004

Olá,
graças a colaboração da colega Marilene de Oliveira nosso repositório de provas está atualizado com novas provas. Veja o que mudou lendo o registroDeAlteracoes. Note que as provas novas não foram classificadas, veja o que isso significa.
A Marilene pergunta se alguém tem as provas que foram dadas nas […]

Next Page »
Read On 0 comentários

Dicionário de Informática

terça-feira, maio 12, 2009
Netpédia.com.br - a maior referência em termos de informática do Brasil - Total de 7553 termos !
Letra A: (442)

Andrew File System || alt. newsgroups newsgroups alt. || AMI BIOS Letra B: (374)

border borda || .bs || Bell-compatible modem modem compatível com Bell Letra C: (736)

CIFS || chip || communications program programa de comunicação
.............................................................................................................................................
Letra D: (632)

Display Power Management Signaling || DVD-E || DPSK Letra E: (298)

EEMS || Enter key tecla Enter || elegant elegante Letra F: (355)

flame bait isca para flames || fallout || file maintenance manutenção de arquivos
.............................................................................................................................................
Letra G: (168)

gnomon || grounding aterramento || game theory teoria dos jogos Letra H: (258)

HTML editor editor HTML || hardware abstraction layer HAL (hardware abstraction layer) || High Sierra specification especificação High Sierra Letra I: (398)

immediate printing impressão imediata || ISDN terminal adapter placa de terminal ISDN || interlacing entrelaçamento
.............................................................................................................................................
Letra J: (49)

job || JPEG || .jo Letra K: (71)

kern || keyword-in-context palavra-chave no contexto || keyboard layout layout do teclado Letra L: (276)

large model modelo grande || long-haul longa distância || launch disparar
.............................................................................................................................................
Letra M: (454)

MPOA || memory-resident residente na memória || mailbot robô de correio Letra N: (223)

NeXT || negative entry entrada negativa || NuBus Letra O: (160)

operator precedence precedência de operadores || Object Management Architecture || online state estado online
.............................................................................................................................................
Letra P: (563)

PC Card slot slot de PC Card || PCL || Portable Distributed Objects Letra Q: (27)

query language query language, linguagem de consulta || QuickDraw || Quick Viewers Letra R: (353)

red-green-blue vermelho-verde-azul, RGB (Red Green Blue) || reliability confiabilidade || recovery recuperação
.............................................................................................................................................
Letra S: (739)

stub || submenu || software Letra T: (351)

tree árvore || trellis-coded modulation modulação codificada em treliças || tightly coupled totalmente integrados Letra U: (143)

unmount desmontar || unshielded cable cabo não-blindado, cabo sem blindagem || universal synchronous receiver-transmitter
.............................................................................................................................................
Letra V: (247)

VR || VLAN || vi1 Letra W: (154)

.wv.us || widow viúva || white pages lista de assinantes Letra X: (35)

X-Y display vídeo X-Y || X.32 || xerography xerografia
.............................................................................................................................................
Letra Y: (14)

.ye || .yt || Yellow Pages Yellow Pages, páginas amarelas Letra Z: (33)

.za || zoom box caixa de zoom || .z
Read On 0 comentários

Inglês Online

terça-feira, maio 12, 2009
Arquivo para a categoria Gramática Inglesa

A gramática explicada de forma prática, sempre com muitos exemplos. Veja também os resumos de gramática básica.

Arquivo para a categoria Exercícios de Inglês

Exercícios e atividades para você testar e praticar o que aprendeu. Se você estiver começando agora a aprender inglês, visite a página de exercícios básicos.

Teste seu inglês: Preliminary English Test

* 05.05.2009
* Exercícios de Inglês
* Comente (11)

O teste de hoje é sobre o quinto exercício encontrado no teste de inglês PET (Preliminary English Test) nível pre-intermediate da Universidade de Cambridge.



Você encontrará um texto com oito espaços. Na frente de cada espaço você verá um número com 4 opções de palavras que podem ser usadas para completá-lo. Escolha a palavra que em sua opinião melhor preenche o espaço e clique em "Submit my answer". Para uma melhor visualização do quiz, clique no ícone full screen que se encontra no canto inferior direito da página inicial do quiz.
Read On 0 comentários

Shiyali Ramamrita Ranganathan

quinta-feira, maio 07, 2009

Shiyali Ramamrita Ranganathan (Índia, 9 de agosto de 1892 - 27 de setembro de 1972) foi um bibliotecário e matemático da Índia.

Idealizou as cinco leis da Biblioteconomia (five laws of library science).

É considerado o pai da biblioteconomia na Índia.

Ranganathan deu três importantes contribuições para a Biblioteconomia: a primeira consistiu em introduzir três níveis distintos em que trabalham os classificacionistas (que elaboram sistemas de classificação) e os classificadores, o plano da idéia (nível das idéias, conceitos), o plano verbal (nível da expressão verbal dos conceitos) e o plano notacional (nível de fixação dos conceitos em formas abstratas). A segunda contribuição refere-se à sua abordagem analítico-sintética para a identificação dos assuntos. A terceira constribuição foi o estabelecimento de dezoito princípios que podem ser considerados como um instrumento para avaliação de sistemas de classificação. [1]

Referências

  1. SOUZA, Renato Tarciso Barbosa de. Os princípios da teoria da classificação e o processo de organização de documentos de arquivo. Arquivo & Administração. Rio de Janeiro: v. 6, n. 1 jan./jun. 2007, p. 5-26.
Read On 2 comentários

Leis de Ranganathan

quinta-feira, maio 07, 2009

As leis de Ranganathan são cinco leis fundamentais instituidas para a Biblioteconomia pelo pensador indiano Shiyali Ramamritam e que vigoram até os dias atuais. Ranganathan era um professor de matemática indiano interessado em biblioteconomia que cursou na Inglaterra. Foi autor do livro "The Five Laws of Library Science" (1931), formado na Inglaterra, aborda pontos importantíssimos da Biblioteconomia moderna com suas cinco Leis.

Estas leis podem ser resumidas da seguinte forma:

  1. Os livros são para serem usados - o livro é um meio que impulsiona o conhecimento. E podemos observar a importância de uma biblioteca na seguinte frase: “quem tem informação, tem poder”. Aponta para o livro como um meio e não como tendo um fim em si mesmo.
  2. Todo leitor tem seu livro - o bibliotecário deve fazer o estudo dos usuários, observando a clientela para preparar o acervo. Aponta para a seleção de acordo com o perfil do usuário.
  3. Todo livro tem seu leitor - refere-se a disseminação da informação, em que se deve divulgar os livros existentes em cada biblioteca. Aponta para a importância da divulgação do livro, sua disseminação, antecipando a estética da recepção.
  4. Poupe o tempo do leitor - a arrumação e catalogação dos documentos diminui o tempo necessário para encontrar a informação desejada. Aponta para o livre acesso às estantes, o serviço de referência e a simplificação dos processos técnicos.
  5. Uma biblioteca é um organismo em crescimento - o bibliotecário deve controlar esse crescimento, verificando qual a informação que está sendo usada, através de estatísticas da consulta e empréstimo. Decorre da explosão bibliográfica que exige atualização das coleções e previsão do crescimento da área ocupada pela biblioteca.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Read On 0 comentários

Cursos 24 horas

Ocorreu um erro neste gadget
Loading...

Followers

CALENDÁRIO

Arquivo do blog

MP3 Playlist Player


ULTIMAS NOTÍCIAS